PRESTAÇÃO DE CONTAS – 27/11/1998

Antes que 99 comece, e começa terça-feira com os primeiros testes em Barcelona, sinto-me na obrigação de prestar contas de algumas tantas bobagens que escrevi ao longo do ano, exercendo o sagrado dever do jornalista especializado em F-1, qual seja: tentar adivinhar o futuro, selecionar, entre as centenas de notícias atravessadas e especulações que chegam a sua mesa, aquelas mais verossímeis, prováveis, etc. e tal.

A maior barca furada de todas foi a história de que a Volkswagen estava com um pé na F-1, através da Audi. Para quem não se lembra, no meio do ano os alemães compraram do grupo inglês Vickers um pacote de empresas que incluía a Rolls-Royce e a Cosworth. Era um prato cheiro, principalmente porque a Audi concorre com BMW e Mercedes e seria de bom tom brigar com as duas na mesma arena.

Mas eis que alguns meses depois a VW, que havia repassado a Cosworth para a Audi, resolve revender a companhia para a Ford, parceira de três décadas. E foi para o espaço a história.

Dei algumas dentro, também, como escalar o Villeneuve para a BAR um ano atrás. Isso estava meio na cara que ia acontecer. Foram na mosca, igualmente, os tiros Diniz-Sauber e Zonta-BAR. Mas passei longe do alvo ao levar um pouco a sério demais a história do Rubinho na Williams.

Houve mais um erro que quase foi acerto, o caso Zanardi-Ferrari, negociado em absoluto segredo durante meses, enquanto a McLaren assediava Schumacher. O time italiano precisaria de alguém de impacto se o alemão aceitasse a proposta milionária da Mercedes. Alessandro, há dois meses, confirmou que teve vários encontros com os dirigentes de Maranello, que cessaram no exato instante em que Michael renovou seu contrato até o ano 2002.

No balanço final, pois, o de sempre: erros e acertos, mais ou menos na mesma proporção. Faz parte da F-1 esse vaivém de informações nem sempre muito confiáveis. Não chega a ser nenhum pecado, nada que mude o destino do mundo. Quando a gente compara nossa silly season, a temporada dos boatos, com os grampos e dossiês que circulam por aqui, parece brincadeira de criança.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s