MINHA LISTA DE 2005 – 29/12/2005

É tempo de fazer listas. Nós, colunistas, fazemos listas todo fim de ano porque não temos outro assunto, essa é a verdade. Tudo para, e é assim que deve ser. Não há o que dizer sobre o que não se move. Ou talvez haja, nós é que não enxergamos, acostumados que estamos à velocidade da vida e das coisas.

Listas e retrospectivas, isso é tudo que nos resta na última semana do ano, como se fosse necessário relembrar ao menos o que se passou nos últimos 12 meses, organizar a história recente antes que uma nova comece a ser escrita.

É fácil e tentador fazer uma lista. Os dez mais da F-1 em 2005. Ou os dez menos. Ou os dez mais ou menos. Números redondos. Se der muito trabalho, fiquemos apenas no melhor e no pior. O melhor piloto, a pior corrida, o melhor carro, a pior batida, o melhor dirigente, o pior projetista, a melhor pista, o pior estreante, em algumas linhas tudo é ranqueado e classificado, como se fosse possível, em tão pouco tempo e espaço, resumir um ano do que quer que seja.

Um ano é muita coisa. Se tivesse optado pelo caminho fácil de cometer uma lista de alguma coisa ligada à F-1, como já fiz várias vezes, diga-se, já teria terminado este texto e estaria no mangue pegando caranguejos com meus filhos. Ou jogando bola. Mas resistirei.

Prefiro uma lista menos convencional, talvez algo mais pessoal e terreno, afinal há anos escrevo, escrevo, e desconfio que ninguém saiba direito quem ou como sou, o que representa uma total falta de delicadeza com quem lê.

Farei, sim, minha lista, minha pequena lista do que de mais importante aconteceu em 2005: passei o dia dos pais em casa, comi queijo mineiro com goiabada cascão, meu menino mais novo ficou banguela, o mais velho aprendeu a ler legendas de filmes e fazer conta de multiplicar, comprei um DKW, uma Kombi e um Passat, disputei uma corrida de rua, nasceu minha segunda sobrinha, minha mulher ficou mais linda do que já era, e como ainda falta um pouquinho para acabar, o ano, não o espaço, fico por aqui e vou pegar caranguejos no mangue porque ainda dá tempo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s