Lets go shopping – 07/07/1997

Se você acha que o paraíso das compras é Miami, é porque nunca foi a Silverstone. Nesses dias que antecedem a viagem para o GP da Inglaterra, o gerente do meu banco costuma pedir férias, o pessoal do cartão de crédito telefona pedindo para eu maneirar e minha empregada exige salário adiantado. Um advogado amigo da minha mulher, da mesma forma, telefona como quem não quer nada para me alertar sobre os altos custos de um divórcio nos dias de hoje e o valor de uma pensão alimentícia, mesmo para quem não tem filhos.

Tudo isso porque três anos atrás, quando estive em Silverstone pela segunda vez, fui às compras. Tive um dia livre, a quarta-feira da semana da corrida, e aproveitei para passear pelas barraquinhas montadas no circuito. Vende-se de tudo, o que não é nenhuma novidade: camisetas, bonés, pôsters, livros, adesivos, bandeirolas, esse tipo de badulaque que a gente encontra nas portas de estádios ou nos camelôs do viaduto Santa Ifigênia, aqui no centro de São Paulo.

Só que lá pelas tantas dei de cara com uma barraca um pouco maior, com o respeitável nome de Grand Prix Memorabilia Products. Só saí de lá uma hora e quarenta e dois minutos depois (o vendedor cronometrou), deixando para trás uma conta de 748,25 libras esterlinas (uns mil dólares, na época) e ostentando um sorriso só comparável ao do meu primeiro autorama, que se transformou em berreiro quando meu pai me informou que a Lotus preta, do Emerson, era do meu irmão mais velho e que o carro vermelho e branco seria o meu. (O capacete era igual ao do Wilsinho, daí minha choradeira, plenamente justificada.)

Carregando três sacolas e uma caixa de papelão, lá fui eu para a sala de imprensa com minhas mais novas aquisições: uma engrenagem do câmbio do Brabham do Mark Blundell, de 91, duas velas usadas no Tyrrell do Olivier Grouillard no GP do México também de 91 e outras duas do March que levou o Paul Belmondo ao 12º lugar no GP da Espanha, mais uma válvula de admissão do Footwork do Michele Alboreto, 13º em Adelaide, um semi-eixo do Williams FW11, de 86, um cinto de segurança que amarrou o Stefano Modena na Brabham em 90, um radiador de óleo do Williams FW11B/Judd de 88, quatro porcas das rodas do Jordan 191 e – morram de inveja, meus amigos – o aerofólio da Arrows de Derek Warwik de 90! Pendura-lo-ia na sala, no lugar daquela reprodução da capa do Loto Azul, do Tintin.

Restava, então, telefonar para minha mulher e lhe dar as ótimas notícias sobre a redecoração de nosso apartamento. Ela vai adorar as velas do Grouillard ao lado do telefone, imaginei, e o semi-eixo da Williams sobre a mesa de centro, que não é muito grande. Liguei a cobrar e, de um fôlego só, dei a lista. Percebi um urro de satisfação quando cheguei ao cinto de segurança e reforcei, antes que ela perguntasse: É, é do carro do Modena mesmo, não do Gregor Foitek!

Foi quando pela primeira vez ouvi falar do advogado amigo dela. Estaria me esperando no aeroporto e se notasse um aerofólio na minha bagagem entraria com os papéis do divórcio imediatamente. Argumentei que por mais 117 libras poderia trocar o aerofólio em questão por um do Williams FW12, se ela preferisse, já que parecia não gostar da Arrows do Warwik, e ouvi uma sequência impublicável de palavrões seguida de uma sugestão de onde deveria colocar as velas e o radiador de óleo do câmbio, reiterada quando especifiquei que o último era uma raridade, do câmbio da Judd, o motor que a Williams usou naquele ano.

Depois de longa negociação, consegui salvar as porcas da roda da Jordan. Tive que devolver o resto, com dor no coração. Arrependo-me especialmente por ter deixado para trás a válvula de admissão do Alboreto, uma beleza – devia ter trazido escondido.
No fim, gastei só 94 libras. Semana que vem volto lá. Vai que os caras têm alguma coisa do Thierry Boutsen, ou do Philippe Alliot, quem sabe, até, do Bertrand Gachot na Coloni ou do Yannick Dalmas nos tempos de AGS. Só que desta vez não telefono para casa antes, porque ligação internacional é um negócio muito caro.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s